quinta-feira, 11 de junho de 2015

CURSO DE REIKI TERAMAI - REIKI DA NOSSA TERRA



Tera Mai é um sistema de utilização e manipulação da Energia Universal. Aumenta nosso padrão vibratório, possibilitando o trabalho com símbolos e energias de freqüências mais elevadas.

Com a morte de Hawayo Takata em 1981 as pesquisas e descobertas sobre o Reiki se intensificaram, pois já haviam mestres de Reiki que há algum tempo buscavam mais informações.

Entre esses Mestres encontramos Marcy Miller e Kathleen Milner que resgataram 21 símbolos, e uma forma de iniciação a um padrão vibratório mais alto, possibilitando o acesso a energia e freqüências da 6ª dimensão.

Kathleen Milner organizou o sistema e chamou-o Tera Mai Reiki, um nome indígena, cujo significado é Reiki da Nossa Terra. Este sistema foi introduzido no Brasil no ano 2000. O Tera Mai capacita o aluno/praticante a trabalhar num padrão vibratório mais alto, acessando a energia num nível de freqüências mais elevado, agindo de forma ampla e profunda em todos os organismos.

Tera Mai trabalha também com os quatro elementos básicos da natureza: terra, água, fogo e ar; sendo assim um sistema amplo de cura.
As técnicas de Tera Mai viabilizam o acesso aos corpos físico, emocional, mental e espiritual do indivíduo a fim de integrá-lo e trabalhá-lo como um todo. O indivíduo tem a possibilidade de acessar e trabalhar com vários aspectos de si mesmo, como registros inconscientes (traumas, questões Kármicas), modificação de padrões negativos de sentimentos, comportamento, pensamentos e integração de novos padrões positivos, ampliação da prosperidade e abundância nos níveis do ser, expansão do aspecto espiritual e evolutivo, entre outros.

A técnica de Tera Mai é aplicada por imposição das mãos pelo corpo em pontos energéticos, desfazendo as energias bloqueadas, promovendo relaxamento onde os órgãos e vísceras se acalmam facilitando a eliminação das toxinas.

A energia fortalece o sistema imunológico responsável pelas defesas de nosso organismo, protegendo tanto de agressões externas - bactérias, vírus, etc, como da produção de toxinas que se acumulam nas células. São posições com as mãos que, depois da iniciação, se tornam instrumentos canalizadores da Energia Vital Universal.


TERAMAI REIKI NÍVEL I


Descrição:
Na Iniciação Sagrada de Teramai Reiki Nível l, iniciamos uma jornada rumo a consciência planetária de unicidade e perfeição. Na Iniciação do nível 1 os canais principais de energia para essa capacitação são os chakras que estarão recebendo novos códigos de Luz que, juntamente com os já recebidos, fundamentam na terceira dimensão os alicerces vibratórios conectados ao Espírito do Planeta, Gaia, harmonizando nosso ser ao ambiente, à natureza e aos Reinos Dévicos construtores do Universo. O Processo de Iniciação e Sintonização segue e completa os passos do sistema Usui Reiki. Usamos mantras (sons) e yantras (símbolos, desenhos ou formas) que eliminam o tempo espaço, conectando-nos de forma mais potencializada a todos os planos que atuamos, aumenta nosso estado vibracional e nos dá grownding para um melhor entendimento (mais consciência) e atuação para manifestação de propósitos na realidade física.
Pré-requisitos:


Possuir conhecimentos sobre cura vibracional ou nível II de Reiki Usui Tibetano.


Conteúdo: - Linhagem
– Símbolos sagrados Teramai Reiki Nível I
– Símbolo: Gratidão
– Símbolo: Sati
– Preparação para a aplicação do Teramai Reiki – Nível I
– A iniciação sagrada Teramai Reiki I
– 21 dias de purificação e ativação
– Prática
– Dicas de tratamento
– Algumas posições para casos específicos


TERAMAI REIKI NÍVEL II


Descrição:
No segundo nível de Teramai Reiki, você receberá mais símbolos sagrados Teramai. Cada Símbolo, com suas características e propriedades, será estudado. Serão compreendidos seus potenciais, e a forma correta de desenhá-los e utilizá-los. O Teramai Reiki Nível II é a expansão da consciência na aplicação qualificada de energia em cada faceta da existência, nos planos físico, emocional, mental e espiritual. Representa conexão com a energia da Terra-Mãe e manifestação de todos os seus potenciais.

Pré-requisitos: Ser Iniciado no nível 3a de Reiki Usui e Teramai Reiki no nível 1
Conteúdo:


– Linhagem
– Símbolos sagrados Teramai Reiki – nível II
– Chokuray
– Say Hay Key
– Zonar
– Harth
– Hon Sha Ze Sho Nen
– Mara
– Johre
– Shanti
– Serpente de Fogo
– Motor Zanon
– Integrate
– Hosana
– Desires
– Tama – Rasha
– Trinity
– Preparação para aplicação do Teramai Reiki – nível II
– Iniciação sagrada Teramai Reiki II
– Processo de 21 dias de purificação e ativação
– Prática
– Dicas de tratamento


TERAMAI REIKI NÍVEL III – MASTER


Descrição:
No terceiro nível de Teramai Reiki, você se torna um Mestre Professor Teramai Reiki, com a capacidade de sintonizar pessoas em todos os níveis deste sistema. Receberá 10 Símbolos Sagrados e poderá outorgar a Iniciação da Ordem de Melchizedek e da Chama Violeta, com a segurança e perfeição da energia vital universal Reiki. Este nível está disponível somente para já formados no nível de Mestre Professor do Sistema Usui Reiki. Inclui técnicas de respiração do Teramai. Cinco símbolos mestres e consequente aumento do padrão vibratório. Você obterá contato com a Cura Egípcia e receberá a Iniciação Yod para abertura dos ckakras frontal e coronário.


Pré-requisitos: Ser Iniciado no nível 3b – Mestre de Reiki Usui e Teramai Reiki no nível 2
Conteúdo:



– Linhagem

– Símbolos sagrados Teramai Reiki Master
– Cura planetária e iluminação
– Iava
– Day Koo Myo
– Om Sânscrito (hindu)
– Om Tibetano
– Hung
– Halu
– Omra
– Yod
– Técnicas de respiração do sistema Teramai Reiki
– Exercícios de respiração
– Iniciações de Teramai Reiki
– Iniciação Teramai Reiki Nível I
– Iniciação Teramai Reiki Nível II
– Iniciação Teramai Reiki Master
– Cerimônia da Água
– Iníciação da ordem de Melchizedek
– Iniciação da Chama Violeta
– Para desenhar o símbolo do fogo violeta
– Iniciação YOD
– Processo de 21 dias de purificação e ativação



CURSO APOSTILADO E COM CERTIFICADO.

DISPONÍVEL TAMBÉM À DISTÂNCIA.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES clique aqui para ir ao formulário de contato  =>  contato@giselessilva.com.br
ou inbox https://www.facebook.com/espacofocodeluz

CURSO DE REIKI EGÍPCIO – SEICHIM SEKHEM REIKI



CURSO REALIZO PRESENCIAL OU À DISTÂNCIA

Seichim SEKHEM REIKI Conhecido também como Reiki Egípcio ou Cura Egípcia é uma técnica de cura de elevada vibração, co-criada por Patrick Zeigler. Ele recebeu as energias do Seichim dentro da Grande Pirâmide de Gizé, na Câmara do Rei, quando foi iniciado diretamente por Seres de Luz. Além de acessar estas poderosas energias, Patrick também recebeu diversos símbolos sagrados, todos de elevada freqüência, que trabalham no nível de alma e mônada.

Patrick Zeigler ensinava Seichim de uma forma mais livre, não estruturada, sem regras e módulos específicos. Ele tinha uma forma individualizada e personalizada de ensinar, que variava de acordo com o grupo. Atualmente, Patrick Zeigler não ensina mais Seichim e nem trabalha com os símbolos existentes no sistema. Ele desenvolveu uma maneira diferente de possibilitar que os alunos vivenciem a energia com a qual ele teve contato na pirâmide. A esta nova técnica ele deu o nome de SKHM – All Love. No SKHM – All Love ele trabalha com a energia de forma vivencial, não havendo ensinamentos teóricos ou estruturados.

A primeira pessoa a organizar o sistema de Seichim de uma forma estrutura, em níveis específicos com as respectivas iniciações, assim como no Reiki, foi Phoenix Summerfield. O sistema estruturado tinha sete níveis, sendo que os três primeiros eram equivalentes aos níveis I, II e III de Reiki e nos outros quatro níveis ela ensinava os símbolos de Seichim. Phoenix não utilizava a palavra “nível” e sim a palavra “facetas”. Em 1997, Diane Shewmaker, num trabalho conjunto com Patrick Zeigler, canalizou um símbolo dando acesso à energia Sekhem. A partir deste momento criou um novo sistema que ela denominou SSR, dividindo-o no começo da mesma forma que Phoenix, em sete facetas, após um tempo juntou todo o sistema em três níveis. Outros sistemas também foram criados por outros mestres.

Seichim completo é o sistema criado por Patrick Zeigler e estruturado posteriormente por outras pessoas. Este sistema ensina os símbolos puros da energia de Seichim descobertos. As iniciações são feitas somente com símbolos do Seichim, a fim de captar o nível máximo possível de energia. Uma vez que o mestre tem o sistema completo, pode optar por ensinar os outros sistemas separadamente, se assim desejar. Ensinamos o Seichim separadamente do Reiki em três níveis.

Sekhem (Sey-kem) equivale ao termo hindu “prana” e à palavra japonesa “ki” e chinesa “chi”. Significa “poder” ou “energia cósmica”, que é a energia essencial onipresente que une o Universo, é a energia da vida que nos circunda. É uma palavra egípcia, que significa poder ou intenção. Sekhem está tanto dentro quanto fora de nós, é a energia criadora.

Seichim (Sei-kim) é a designação para a energia viva de luz e também é o nome de um poderoso sistema de cura e sabedoria no antigo Egito. É o amor incondicional em ação.

SSR significa Seichim/Sekhem/Reiki. É um sistema que integra em um só esses sistemas de uso dessas energias multidimensionais que, embora distintas, vêm da mesma fonte. É um sistema único para o equilíbrio e harmonia dos corpos como também expande a capacidade de captar mais energia de luz e amor e aumentar a energia vital.

SKHM é o nome que Patrick Zeigler decidiu adotar para denominar essa energia, após vários anos de trabalho com a mesma, pois acreditava que essa denominação chegava mais perto do significado da energia que as outras.



SEICHIM NÍVEL I

Descrição:  Através do SEICHIM obtemos acesso e canalização das energias cósmicas radiantes, conhecido e bastante usado no Egito dos Faraós, sua origem se perde no tempo. No Processo de Energização Seichim há um crescimento e o recebedor da energia experimenta a oportunidade de um novo começo e um renascimento junto com o entendimento, a disposição e os meios para entrar em contato direto com o TODO do universo. Outros benefícios citados por pessoas iniciadas em Seichim é o aumento dos níveis de profundidade de relaxamento, redução do stress, maior clareza e atividade mental, paz, estabilidade emocional e o aumento significativo da auto-estima. Disponibilizando simbolos com potentes vibrações, abrindo novas portas para a atuação da energia, alcançando profundos niveis.

Pré-requisitos: Ser Iniciado no nível 2 de Reiki Usui

Conteúdo:
– Linhagem
– A grande invocação
– Introdução
– All love
– História do Seichim
– Perguntas e respostas feitas a Patrick sobre Seichim
– Os mitos do Seichim
– Sekhem – Seichim – Reiki o que é?
– Tratando com Sekhem – Seichim e Reiki e Skhm
– Símbolos
– Integrando os símbolos de SSR – Seichim – Sekhem
– Trabalhando com os símbolos de SSR
– O banco cósmico de cura
– Algumas técnicas e considerações


SEICHIM NÍVEL II

Descrição:
No primeiro nível do Seichim é ensinado à história bem completa do SSR junto com poderosos símbolos e técnicas que promovem o crescimento interior em níveis profundos e incríveis energias salutares para alívio de diversos males. Essa jornada continua neste segundo nível, aprendendo símbolos igualmente potentes que alem de promover a saúde dão abertura gradual no praticante. Neste nível o trabalho ascensional é mais profundo. As técnicas que vão ser ensinadas trabalharão profundamente as faculdades vibracionais, visando o desenvolvimento amplo do ser humano com suas diversas e diferentes habilidades. Com essas aberturas e a clareza mental trazem a alegria para vida, resultados através de suas ações.


Pré-requisitos: Ser Iniciado no nível 3a de Reiki Usui

   Conteúdo:
– Linhagem
– A grande invocação
– Introdução ao segundo nível
– A construção do Antakarana
– Símbolos
– Aumentando o poder
– Técnicas utilizando os símbolos

SEICHIM NÍVEL III – MASTER

Descrição: No terceiro nível de Seichim, você se torna um Mestre Professor, com a capacidade de sintonizar pessoas em todos os níveis deste sistema. Este nível está disponível somente para já formados no nível de Mestre Professor do Sistema Usui Reiki. O iniciado recebe poderosos símbolos elevando ainda mais seu padrão vibracional.

Pré-requisitos:  Ser Iniciado no nível 3b – Mestre de Reiki Usui


   Conteúdo: - Linhagem
– A grande invocação
– Sekhem – uma revolução espiritual
– Seichim-Skhem-Reiki
– Seichim, Sekhem ou Skhm
– Benefícios Skhm
– Símbolos
– Outros símbolos para cura e ascensão
– Técnicas utilizando os símbolos
– Considerações finais
– Iniciações Sekhem-Seichim-Reiki
– Anexo: Resumo do antigo egito e novas teorias


Para mais informações entre em contato através do formulário do site ou através do email: contato@giselessilva.com.br

terça-feira, 9 de junho de 2015

Rede Axiatonal da Terra



Rede Axiatonal da Terra - A rede é um “fractal holográfico”

Para se falar da rede axiatonal da Terra é necessário explicar primeiro o que é uma rede axiatonal.

Em palavras simples para começar, é uma estrutura geométrica de linhas angulares dividida de maneira indefinida que se reduz em partes, que se apresentam como cópias reduzidas de todo um conjunto; ou seja, é uma matriz de linhas de energia angular estendida por cima do planeta… mas a “rede” é muito mais do que isso.

A rede é um “fractal holográfico”.

Para quem desconhece o significado, aqui fica:

Fractal: é uma rede de linhas de energia, dispostas de modo que formam ângulos;

Holográfico: é uma imagem de 3 dimensões, obtida mediante o uso do laser… osconhecidos hologramas.

As redes fractais holográficas abarcam TUDO O QUE EXISTE, toda a criação, incluindotodo o universo físico e todos os níveis dimensionais. Fornecem os modelos para a criação e são a sua manutenção.

As redes são animadas, são um projecto da própria Consciência Suprema, manifestada de forma harmoniosa.

O conceito das redes é fácil de entender para quem estudou a Geometria Sagrada.

Em Geometria Sagrada as redes são expressões de energia e de consciência, que seguem proporções definidas pelos princípios desta Geometria, que abrange todo o Universo Multidimensional.

A Geometria Sagrada é o estudo das ligações entre as proporções e formas contidas no microcosmo e no macrocosmo, com o propósito de compreender a Unidade que premeia toda a Vida. (in Manual de Geometria Sagrada).

Através dela ficamos a saber que toda a vida emerge de um mesmo padrão; que a vida floresce de uma mesma fonte: -“a força criativa inteligente, de amor incondicional”— a que chamamos de ESPIRITO, MENTE SUPREMA, DEUS, etc.

A rede é, por isso, uma expressão da Geometria relacionada com a evolução da CONSCIENCIA, incluindo a mente, corpo e espírito, em termos geométricos.

Tendo em consideração estas explicações, é fácil entender que a rede fractal holografica não é uma coisa apenas “estática” e de “formas angulares.

Ela é uma “entidade orgânica e viva”, em constante evolução transcendental, numa materialização ascendente e descendente, passando de uma forma a outra.

Desta forma podemos compreender o seguinte:
Que a rede do planeta é uma expressão “real” geométrica e energética dos princípios da “criação” e que serve de “ponte” entre as manifestações físicas e as espirituais.
Que a rede do planeta foi criada antes do Big-Bang, no momento em que o vazio se estava preparando para o nascimento do Universo físico; tal como está descrito nas estâncias do Livro de Dzian.
Que qualquer projecto de criação divina é antecipado pela criação de uma rede e que ela é o guia ou projecto dentro do qual são lançados os protões, electrões, átomos e as energias ou compostos necessários para a criação e organização do projecto conscencial.
E que neste contexto, a rede assegura a distribuição adequada e o alinhamento dos componentes necessários, que são, como se diz, os blocos de construção para a criação.

Assim aconteceu na Terra e com o TODO que foi, está sendo, e será CRIADO.

Para além deste extraordinario TODO referido, a “rede fractal holográfica” fica ordenada numa conexão “eterna”, distribuindo adequadamente o alinhamento, a força vital, e as energias adequadas para o equilíbrio das correntes de frequência necessárias para tornar eficaz o “espectro energético de frequências” do nosso planeta.

Nota: este “espectro” deve ser entendido como um feixe de radiação electromagnética, ordenado de acordo com as “frequências” do seu comprimento de onda.

Para concluir, concebe-se que para criação e formação de qualquer elemento é necessário a existência de uma rede factral holografica que irá servir de modelo e de receptáculo para o acamamento das “matérias primas”, já referidas, que emanam do ESPIRITO para o Etérico— do liquido para o gasoso e deste para os materiais densos.

Isto demonstra que o trabalho da CONSCIENCIA SUPREMA move-se através das gradações de diferentes densidades, afectando nível por nível desde o mais subtil ao mais denso.

Um exemplo interessante a saber é ser necessária uma rede para cada um dos 108 elementos da Tabela Periódica porque sem a existência dessa rede a “configuração atómica” de qualquer criação perderia a capacidade de se manter “auto-organizada”, ou seja, acabaria por desmoronar-se.

Entende-se que desta forma, a existência de uma rede, seja necessária, para cada uma das espécies de criação, desde bactérias, fungos, insectos, plantas, animais, etc. á rede mais complexa, jamais criada, que é a rede envolvente do corpo físico do homem.

Autoria: Investigação da matéria/Composição e comentários por Maria Helena Guerra

Linhas Axiatonais do Corpo Humano.





Por detrás dos ombros libertam-se duas linhas que fazem contato com um sistema de distribuição de energia que está no nosso corpo. São canais diferentes dos meridianos da Medicina Tradicional Chinesa, independentes dos canais Ida e Pingala, e independentes também dos meridianos secundários da Medicina Tradicional Chinesa.

Estes canais dentro do corpo são muito simples. Eles têm uma diferenciação sobre as omoplatas, emergindo como dois canais principais (um de cada lado), e um terceiro canal central. Estes canais são a nossa conexão com a rede de distribuição e circulação da Energia dos Criadores no nosso corpo. Esses canais são canais de ligação à Árvore da Vida.

Enquanto os outros canais mencionados têm a ver com a situação de circulação de Prana dentro do corpo e dos seus respectivos bloqueios, estas linhas são as Linhas Axiatonais, ainda desconhecidas para a maioria das pessoas. São as linhas Ka referidas nos ensinamentos Pleiadianos e nas Chaves de Enoch. Elas permitem a circulação de Energia Estelar.

Estas linhas prolongam-se do topo do crâneo e das omoplatas até ARCTURUS, e daí são vinculadas à Grande Corrente que são os Raios, a Árvore da Vida.

Chamam-se axiais por serem verticais, e tonais por transportarem Som e Cor.


A sintonia axial é algo que todos nós sabemos instintivamente o que é , e nos coloca ligados e conscientes à nossa família cósmica, aos mentores da Ascenção e aos Conselhos Superiores que nos estimulam e protegem, na proporção em que a Energia nos liberta. Elas formam os canais com o qual o PILAR DE LUZ é criado, ativado, fortalecido, ligado.


São linhas electromagnéticas indestrutíveis, muito pouco consciencializadas, porque 80% DA NOSSA VIDA DIÁRIA NÃO TEM ESSE MAGNETISMO VERTICAL, e é muito difícil lidar com esse material e mantermo-nos conscientes a maior parte do tempo. Por vezes ignoramo-as mesmo para poder exercer tarefas e ações «aqui em baixo» que de outra maneira não seria possível, ou até admissível, executar.

Essas Linhas têm a ver com o Sacerdócio Homem/Mulher e a consciência dessa ligação à Árvore da Vida. O manejo dessas Linhas em Amor e Consciência, conduz à integração do Ser na Ordem de Melkisedek. A persistência desses momentos sacerdotais, geram um sacerdote/sacerdotisa da linhagem Melkisedek. A capacidade de fazer a transposição duma Energia pura vinda de Órion, através de Arcturus até chegar a nós, essa ponte é o sacerdócio Melkisedek.

As religiões são um artefato artificial para restabelecer esse contacto. A Linhagem Sacerdotal é natural em todos os seres humanos. Há muitos seres com capacidade, clareza e força para sentir essas Linhas.

Quando se faz um trabalho de alinhamento, há um momento em que o corpo fica contido num campo vibratório estático. Aí o Ser já começa a vibrar um determinado «coeficiente» do Sacerdócio Melquisedek. Dum modo geral, com o tempo, (entre 3 e 7 anos), as pessoas podem experimentar essa estaticidade do corpo, enquanto plenamente presentes nesta dimensão.
Isso merece o nome de SACERDÓCIO, se nós pudermos encontrar essa estabilidade e ficarmos ao mesmo tempo de olhos bem abertos, olhando as coisas (à nossa volta). Dum modo geral, se tu estás a vibrar essas Linhas, tu não estás socialmente acessível.

Noutros tempos, quando isso acontecia, gerava a necessidade de criação dos mosteiros, ou seja, de recolhimento. A posição monástica que alguns seres ocupam [ou ocuparam no passado] – agudamente conscientes dos seus Campos Energéticos Superiores – é um pedido superiormente autorizado para que numa dada encarnação seja possível ao Ser, manter a mais alta vibração o tempo todo.

As nossas vidas familiares e sociais dificilmente acomodam a capacidade de manter a Sintonia Axial o tempo todo. As Linhas Axiatonais são linhas de passagem de Energia, portanto de fluxos. Um Ser que esteja consciente, amando e fortalecendo isso em si, dificilmente se adapta à sociedade em que se encontra. É um sacrifício Cósmico em nome da Psicologia.

Agora isto inverteu-se. Estas Linhas trazem e levam Energia o tempo todo, e são elas que estabilizam o campo vibracional todo, estabelecendo uma Paz Sólida. E essa Paz é aquilo que o Planeta vai necessitar nos próximos anos. Por isso, a sociedade vai ter que responder à pergunta “como é que eu vou encaixar isto na vida comum?”

Agora, tu és livre. Está tudo em mudança e transformação, portanto há um espaço criativo para a pessoa aprender a andar na Presença do seu SER MAIOR. É um tempo de colheita, assim a pessoa possa dar o seu fruto.

A sua cor é o azul cobalto eléctrico escuro. Nós deslocamo-nos num tubo, cujos limites são essas Linhas. Quanto mais praticarmos, mais sólida é essa experiência. É necessário fazer este trabalho, dentro do Pilar de Luz.

Nós temos de nos habituar a que a Energia venha a nós, não o contrário [invocar ou buscar essa energia]. Isto é muito importante. Um Nome é uma CHAVE VIBRACIONAL que deve ser preservada, não exibida ou vulgarizada. Quanto mais cuidado tivermos com o Nome, maior poder ele tem de ativar as Linhas Axiatonais.

Autor: Andre Louro de Almeida

O artigo acima pode ser lido na íntegra, no link : http://pt.scribd.com/doc/28740135/A-cura-de-Orion e faz parte de uma palestra de Andre Louro de Almeida amavelmente transcrito por Placídia Espinha.

Outro artigo de Andre pode ser encontrado aqui:http://pt.scribd.com/doc/38171080/Andre-Louro-Almeida

Rede Axiatonal? O que é isso?






É uma frequência de alta vibração que flui através de uma rede denominada Rede Axiatonal, que conecta todos os níveis da Criação.

Em certo momento na história da Humanidade, estes Meridianos Axiatonais foram desconectados desta rede ficando em um estado latente. Quando conectamos com esta rede Axiatonal, frequências de alta vibração fluem para o interior dos Meridianos Axiatonais, que atuam como pontes energéticas. Então, os Meridianos Axiatonais, que é paralelo e está ao longo do meridianos de acupuntura, introduzirá frequências vibratórias de alto espectro através dos Pontos de Giro tanto em teu sistema Circulatório Axial como em teus meridianos de acupuntura. Este fluxo assegura que toda a rede molecular/celular funcione em harmonia.

Os Pontos de Giro são pequenos vórtices esféricos de energia eletromagnética. Estão próximos a superfície da pele, e emitem frequências de Luz e de Som promovendo que os átomos e moléculas das células girem mais rápido. Este giro incrementado cria fibras de Luz tecendo uma rede para a regeneração celular. Cada célula de nosso corpo tem também um Ponto de Giro. Todos eles estão conectados pelo Sistema Circulatório Axial. Os Pontos de Giro recebem sua energias por meio das linhas axiatonais.

As linhas Axiatonais são uma forma evoluída dos meridianos da acupuntura que se unem à rede planetária energética e a todo o Universo. Estas linhas não estão limitadas no espaço e no tempo, mas são abertas e acumulam energia de realidades supra-dimensionais.

As linhas Axiatonais se parecem às linhas temporárias da terra pois não são estáticas mas podem se modificar. São energeticamente vinculadas a sua intenção e a sua integridade. Mantem sua criatividade na vida e te ajudam a saber que você é mais que um corpo físico.

(...) Estas linhas definem um modelo energético específico para cada indivíduo. São como um entrelaçamento cósmico com “a fonte de tudo o que É” e levam em si sua perfeição. Estas linhas é que estão na origem de toda cura. As curas milagrosas que se produzem algumas vezes, em pessoas gravemente enfermas ou moribundas, ocorrem porque as pessoas escolhem viver e visitam uma dimensão superior onde é possível alinhar ou realinhar as linhas axiatonais. Não pode ser de outro modo pois nenhum ser pode fazer em teu lugar.

Ativa Tuas Linhas Axiatonais


Na sua origem, os meridianos de nosso corpo estavam conectados à rede que rodeia o planeta; as linhas estavam concebidas para prolongar-se e conectar- se a uma rede maior que nos une ao Universo inteiro. Estivemos desconectados destas linhas auto-curativas por um longo período de nossa história como Humanidade.

(...)

O LIVRO DO CONHECIMENTO As Chaves de Enoch® de J.J. Hurtak … são parte de um sistema pentadimensional, que combina cor e som. Estas linhas não estão limitadas a um corpo físico, mas são de terminação aberta e podem conectar o veículo corporal com as linhas axiatonais meridianas, as quais são o equivalente às linhas de acupuntura, que podem conectar-se com o Universo. São uma forma evoluída dos meridianos da acupuntura, que se unem à rede planetária, e a todo o Universo. A fim de restabelecer a interconexão biológica, com os planos superiores, que servem à programação evolutiva superior, as linhas de acupuntura do antigo programa tem que ser unidas às “novas” linhas axiatonais.

Definitivamente, estivemos muito tempo desconectados, das linhas que nos permitem estar em harmonia com nosso próprio corpo, com as Linhas Ley de nosso planeta; e partindo disso, com a quadrícula energética do Universo inteiro.

(...)

Tradução livre.

Fonte: ambardelalma.wordpress.com

LEIA MAIS: LINHAS AXIATONAIS DO CORPO

domingo, 7 de junho de 2015

O QUE SIGNIFICA SHAKTI

SHAKTI é o princípio ou aspecto feminino transcendente, feminino sagrado, feminino essencial – é o poder da consciência, o PODER CRIATIVO, SUSTENTADOR e TRANSFORMADOR .



O Poder é FEMININO. O poder é a ‘Deusa’, a Dakini, A Prajna, A Grande e Sábia Sacerdotisa, Xamã etc,

Shakti é a Energia Sábia, inteligente. O Poder de Manifestação e Transcendência.

O verdadeiro feminino, a verdadeira Natureza Terrena e Cósmica, o sagrado feminino, o feminino transcendente é SHAKTI.

Shakti é aquela que tem a sabedoria e poder da ESPIRITUALIDADE FEMININA. Ela é o Poder da Consciência Plena. O Poder que liberta e leva a iluminação. É o Poder da Alma, Ë a própria Alma. O Poder Onipresente de Confraternidade Infinita.

Shakti é o poder que realiza o Propósito Supremo: A união do ego ou personalidade com o Eu mais interno e a geração do ser imortal e onisciente; o Espírito.

Ela é poder feminino (força/energia) criativo, de manifestação e transformação/transcendência que está latente nas mulheres (e interior, inconsciente nos homens). O Poder que oferece liberdade pessoal, paz interior e conquistar uma vida com prosperidade e principalmente realização espiritual, assim, sendo capaz de interferir objetivamente na condição ambiental, social e cultural em que vivem.

Para ter acesso a esse Poder e sabedoria, a mulher precisa integrar a shakti, a ter o controle e saber canalizar a Shakti para nossa própria felicidade e do mundo que nos rodeia.

Quando integrada à mulher, a Shakti a liberta, verdadeiramente, das limitações e condicionamentos mentais, físicos, pessoais, culturais e de sistemas convencionais que exploram e ocultam sua energia e poder. Curar seu corpo, sua mente e transcender.

Esse poder, na mulher é simplesmente a energia que está dispersa e desorientada. Quando dominada, direcionada e orientada se torna energia inteligente, consciente, sábia, a ser utilizada para o auto-conhecimento, desenvolvimento e despertar da consciência plena. Quando dominado e canalizado de forma harmônica, esse poder liberta as mulheres das limitações impostas pelo modo de vida convencional, pela cultura e pelos próprios condicionamentos mentais e físicos. Através do poder criativo, concretizador e transformador, as mulheres podem obter e proporcionar uma vida mais significativa com prosperidade material e desenvolvimento espiritual, tornando capazes de curar seu corpo, sua mente e a condição ambiental e social em que vive. Assim, tal poder quando dominado também capacita as mulheres a desenvolverem, concretizarem e transformarem a vida interna e externa e enfim despertam para a consciência plena.

Shakti significa o poder procriativo primordial, ou ação, atividade da Consciência Superior/primordial. É o aspecto feminino primordial; ou seja, o aspecto criador da consciência primordial (o aspecto masculino que está inativo). É a energia infinita emanada da consciência. “a “força única e fonte de onde tudo nasceu e teve origem”(1), é o poder transformador que manifesta como a própria Energia Primordial (Realidade Última), a essência de vida, o princípio dinâmico que manifesta o mundo e tudo o que pertence ao mundo, assim como nós; filhos, emanações do Absoluto (o princípio masculino – espiritual – Pai – Consciência primordial inativa – simbolizado por Shiva no hinduísmo), existindo devido a este poder-energia-essência (princípio feminino – Mãe – Shakti). Shakti é o veículo de manifestação da consciência, é a forma de uma idéia, é a Força Universal; dá origem, é a mãe da consciência (do grego:theotokos – mãe de ‘Deus’ ) e também a companheira que atrai, protege, auxilia, conduz e guia à Conciência Plena. É a matriz ou a fonte da auspisiosa iluminação. Shakti é a possibilidade, a capacidade, habilidade, força, poder-energia para, e da ‘criação, da transformação e da transmutação. A função de Shakti é então, revelar a totalidade das potencialidades da Consciência primordial inativa, a materialização de sua força vital, manifestando o universo, mas também destruindo-o, dissolvendo todas elas, reabsorvendo o mundo, quando o ego é transcedido. Ela é rainha da terra, dos céus, do subterrâneo, rege o nascimento, a morte e a ressurreição, as estações, o ciclo lunar, todas as emanações, tudo que vive, que se desenvolve e que transforma. (ver mais em anexo) .

Shakti é a polaridade feminina da totalidade e é o aspecto latende e disponível na mulher, ou seja é consciente, externo, sendo, no homem, o seu aspecto inconsciente, a ser despertado para atingir a Consciência Plena. Porém apesar de disponível na mulher e fazer parte de sua estrutura consciente, este poder-energia-força superior precisa ser organizada, dominada, orientada e canalizada para que ela tanto use esta força psíquica poderosa na vida em geral, para manifestar o que deseja e necessita dentro dos princípios universais, como no seu processo de despertar ou transcendência e também como auxiliadora, guia companheira espiritual. Quando organizada, esta força pode tanto criar infinitamente mundos, como pode distruí-los, porém com consciência. Assim, ela acontece da mesma forma dentro de nós. O problema está em não dominarmos esta força e acabarmos como vítima delas.

……………………..

Shakti – o Feminino Sagrado, a Essência Feminina

O feminino é a ligação, a porta, a chave, o caminho para o contato com os ‘mistérios da psique’, que abre-desperta a consciência (masculino) em sua plenitude.

Shakti, a deusa-consorte de Shiva, é o próprio princípio feminino na filosofia indiana é o poder procriativo da ‘divindade’, “a “força única e fonte de onde tudo nasceu e teve origem”[1], é o poder transformador que manifesta como a própria Energia do Absoluto (Realidade Última), a essência de vida, o princípio dinâmico que manifesta o mundo e tudo o que pertence ao mundo, assim como nós; filhos, emanações do Absoluto (o princípio masculino – espiritual – Pai – Shiva), existindo devido a este poder-energia-essência (princípio feminino – Mãe – Shakti), “constituímo-nos, no entanto, como partículas da opulenta manifestação…… e, sofreremos, por fim, a dissolução….. nossa vida é o próprio Absoluto, sob seu aspecto dinâmico (ou seja, é o aspecto feminino) de incessante e jovial energia”[2]. A função de Shakit é então, revelar a totalidade das potencialidades de Shiva, materialização de sua força vital, manifestando o universo, mas também destruindo-o, dissolvendo todas elas, reabsorvendo o mundo, quando o ego, como ‘filho’ de Shiva, nega ou desiste de sua existência ou, finalmente, conscientiza-se de sua verdadeira essência e percebe o universo ilusório de Maya, o samsara. Ela é rainha da terra, dos céus, do subterrâneo, rege o nascimento, a morte e a ressurreição, as estações, o ciclo lunar, todas as emanações, tudo que vive, que se desenvolve e que transforma.

Assim, Shakti, também é símbolo da “mãe divina que sustenta o universo, todos os seres”[3], “é a yoni, útero dos ciclos perenes dos éons, de todos os universos que se expandem infinitos no espaço, de cada átomo de célula vivente”[4], é a energia, a encarnação da essência de Shiva, transforma o repouso, inatividade de Shiva, em energia procriadora, em atividade e infinitas formas. Por isso, a união se Shiva-Shakti é o equilíbrio entre vazio-quietude e plenitude-êxtase.


Sri yantra – Mandala (Sri Yantra)




Shiva – Shakti Shiva-Shakti



Na imagem em que shiva-shakti estão unidos sobre um só corpo (Yab-Yun), Zimmer descreve a metade masculina como “virilidade, força de vontade e desafio,…altivez, bravura e ímpeto”, enquanto a metade feminina reflete “atratividade inefável, poder sedutor da natureza, flor e fruto, delicado encanto, a transbordar promessas da mais plena doçura”, onde estão presentes “todos os prazeres dos sentidos”, ele ainda define essas polaridades como “força e suavidade, vigor agressiva e expectante receptividade” e onde o Shakti é o “aspecto fenomênico do processo da vida”, “a psique-efêmera”, “a energia corporificada”, é a “Energia Cósmica”, é “a energia do Absoluto manifestando a si mesma, transmutando seu repouso estático em energia procriadora” [5].

Figura – Yab-Yum

Shakti é Prakrit (‘Matéria’) a substância primordial, cósmica, a experiência receptiva ou possibilidades infinitas de existência, tanto da mente como do corpo, das coisas e dos fenômenos, pode, tanto obscurecer Purusha (‘Espírito’- ‘Mônada’) e a verdadeira realidade para o ego (masculino-filho), como pode também se revelar, para o ser que se coloca a ‘contemplá-la’, ou seja para aquele que se abre para perceber sua real essência. Isso acontece porque a manifestação mais sutil, mais superior de Prakrit é budhi (‘acordar’ – mente iluminada, desperta – além da lógica e razão, mente capaz de conhecimento direto, insight), e através dessa ‘mente’ ou ‘consciência’, se chega a iluminação-despertar.[6] “O espírito (purusha) é mero ‘espectador’, assim como a ‘liberação’ não é senão uma tomada de consciência de sua liberdade eterna”[7]. Através dessa manifestação como consciência superior de Prakrit, o indivíduo compreende que tudo é produto de Prakrit-Shakti, assim como seu eu-ego, aquilo que ele acredita ser, que é inclusive um desdobramento inferior desta ‘mente’. “Toda existência não é mais do que uma cadeia de momentos … ela (a personalidade humana) é apenas uma síntese das experiências psicomentais e se extingue – ou melhor, cessa de agir – assim que a revelação se completa… a personalidade humana agiria, ela também, visando o ‘despertar’; e por isso que, uma vez realizado…ela se torna inútil”[8]. Shakti -Prakrit, como vimos no capítulo dois, possui três propriedades ou qualidades essenciais: energia inércia e obscuridade psíquica, motriz e atividade mental, luminosidade e inteligência; mostra os aspectos do princípio feminino, que são aqui respectivamente por Shakti como Maya no aspecto inerte e obscuro, kali-vajrayogini no aspecto dinâmico (apesar de também obscuro) e Tara -Prajnaparamita como sabedoria luminosa.

Shakti é a possibilidade, a capacidade, habilidade, força, poder-energia para, e da ‘criação”. Ela (e/ou seu útero) também corresponde a Maya (ilusão) ou Padma (lótus), ou seja ao próprio mundo, o mundo que, na visão oriental, não é “criado”, mas sim projetado, o samsara, todas as manifestações, o tempo-espaço, emanadas da eternidade. Ela é o próprio útero (vaso, cálice, recipiente) que ‘contém’ todo o poder de ‘projeção’ e por isso, contém todas as formas, as formas fragmentadas, todas as possibilidades do ‘mundo’, dos fenômenos, “é o útero do espaço, tempo e relacionamentos causais, que Kant chama de ‘formas a priori de sensibilidade’…as formas de sensibilidade e as categorias de pensamento acham-se inseridas no útero de Maya.”[9]

Figura – Roda de Samsara (roda tibetana de mortes e renascimentos)

Assim como vimos anteriormente que para se conquistar o reino da consciência, o ego-herói precisa libertar e conquistar a anima-princesa, na visão indiana sobre a conquista deste estado iluminado, deparamo-nos na forma de mito, com a necessidade inevitável do herói em tomar posse de todas as representações do feminino para a vitória e soberania sobre este novo reino. “A posse da cósmica Sákti, corporificação viva do princípio da beleza e eterna juventude, é a façanha máxima, o prêmio supremo. Ela é sempre desejada, conquistada e de novo perdida, na infinita e cíclica disputa pelo domínio do mundo, entre gigantes-demônios e deuses.”[10]

A conquista da Shakti refere-se à conquista da energia vital, do poder de geração-procriação que é projetada e externalizada como mundo, limitado por nossas ignorantes percepções, por isso, ilusório e totalmente fora de nosso controle nos colocando como submissos e servos. Não temos acesso a toda potencialidade de Shakti, mas só parte dela, bem limitada. Não a compreendemos porque não conscientizamos de que nosso ego é apenas uma dessas projeções e não se apoderando desta energia, jamais nos libertaremos dela e continuaremos a sofrer a conseqüência de nossas obsessões de desejos e temores por essas projeções, falsas realidades. Desejamos demais porque ignoramos a realidade de nossa (não do ego) totalidade e vacuidade. A mente, masculina, ativa, das abstrações, análises e lógicas (masculino – ego) não pode desprezar a percepção receptiva do sentimento, da intuição que leva a síntese, e que, só a conquista dessa energia psíquica, criativa (princípio feminino) levará ao encontro do Absoluto (princípio masculino-espiritual que contém em si, o princípio feminino) e aí atingir a plenitude infinita.

Transcender o princípio feminino representa também a conquista da Sabedoria que encerra este ‘poder’, esta Maya, a ‘alma do mundo’. A Shakti-Maya, como vaso-útero-recipiente contém ‘dentro’ de si, todo o poder, todas as possibilidades, mas conseqüentemente, também tem o poder de obscurecer, bloquear, mascarar e velar a verdade’, mas, da mesma forma, possui o poder de revelar o que ela está obscurecendo, ou seja, a Luz, a verdadeira Realidade da plenitude infinita. Isso é possível porque “Maya é a contínua automanifestação e autodisfarce de Brahman – (Vazio personificado como Absoluto) – sua autorevelação, embora também seja o véu de muitas cores com que ele se oculta.”[11]

[1] Eliade, Mircea. Yoga – Imortalidade e Liberdade, p 173

[2] Zimmer, Heinrich. Mitos e símbolos na arte e civilização da Índia, p 165

[3] Eliade, Mircea. Yoga – Imortalidade e Liberdade, p 173

[4] Zimmer, Heinrich. Mitos e símbolos na arte e civilização da Índia, p 115

[5] Zimmer, Heinrich. Mitos e símbolos na arte e civilização da Índia, p 122 -126- 129 -30 – 167

[6] Ver p do capitulo X desta dissertação

[7] Eliade, Mircea. Yoga – Imortalidade e Liberdade, p 40

[8] Eliade, Mircea. Yoga – Imortalidade e Liberdade, p 41

[9] Campbel, Joseph. Mitos de Luz, p 78 – 72

[10] Zimmer, Heinrich. Mitos e símbolos na arte e civilização da Índia, p 140

[11] Zimmer, Heinrich. Mitos e símbolos na arte e civilização da Índia, p 122

(ver curso: shakti vidya)


Mais sobre as Shaktis:

Assim, Shakti, também é símbolo da “mãe divina que sustenta o universo, todos os seres”(2), “é a yoni, útero dos ciclos perenes dos éons, de todos os universos que se expandem infinitos no espaço, de cada átomo de célula vivente(3), é a energia, a manifstação da essência da Consciência primordial inativa, transforma o repouso, inatividade de Shiva, em energia procriadora, em atividade e infinitas formas. Por isso, a união se Shiva-Shakti é o equilíbrio entre vazio-quietude e plenitude-êxtase.

O aspecto masculino representa a “virilidade, força de vontade e desafio,…altivez, bravura e ímpeto”, enquanto o feminino reflete “atratividade inefável, poder sedutor da natureza, flor e fruto, delicado encanto, a transbordar promessas da mais plena doçura”, onde estão presentes “todos os prazeres dos sentidos”, ele ainda define essas polaridades como “força e suavidade, vigor agressiva e expectante receptividade” e onde a Shakti é o “aspecto fenomênico do processo da vida”, “a psique-efêmera”, “a energia corporificada”, é a “Energia Cósmica”, é “a energia do Absoluto manifestando a si mesma, transmutando seu repouso estático em energia procriadora”(4).

Ela é o próprio útero (vaso, cálice, recipiente) que ‘contém’ todo o poder de ‘projeção’ e por isso, contém todas as formas, as formas fragmentadas, todas as possibilidades do ‘mundo’, dos fenômenos.

A mente, masculina, ativa, das abstrações, análises e lógicas (masculino – ego) não pode desprezar a percepção receptiva do sentimento, da intuição que leva a síntese, e que, só a conquista dessa energia psíquica, criativa (princípio feminino) levará ao encontro do Absoluto (princípio masculino-espiritual que contém em si, o princípio feminino) e aí atingir a plenitude infinita.

O princípio feminino é o aspecto energético, dinâmico e realizador da divindade ou da consciência.

Personificando a Shakti encontramos as Dakinis, que são deidades – arquétipos femininos de forma enérgica, evocativa do movimento e da energia no espaço. Elas são associadas a diversas funções da energia, ligadas ao caminho da transformação como, por exemplo, a energia das emoções negativas (kleshas) ou venenos são transformadas na energia da luminosa consciência (esclarecida) ou sabedoria (jnana).

Da Shakti emana a vida e a realidade transcendentais. Como Sabedoria, na sua característica receptiva-passiva, ela é o conhecimento direto supremo (insight) da verdade, ou seja, da essência, da natureza vazia e atemporal de tudo o que acreditamos existir por si mesmo. “Assim, o antigo cálice da espontânea energia procriadora tornou-se o portador do símbolo da sabedoria que o transcende, uma sabedoria que conduz para além da magia de Maya (ilusão).(5)

As 7 + 1 Shaktis:

As 7 Skatis são os Poderes-Forças-Energias emanadas dos 7 estados de Conciência referentes aos 7 Raios Cósmicos, as expressões espirituais do universo (ARQUËTIPOS) que surgem no ato de manifestação deste. As Shaktis personificam os veículos de manifestação, plasmação ou materialização destes Raios. Cada um destes Raios têm uma tônica especial de vida e assim também são as Shaktis que para funcionarem numa determinada tônica precisam ser de características e perfis específicos. São a expressão verbal de todos as energias inteligente (poderes) do universo.

1ª Adi-Shakti – poder/força/energia ligada ao 1º Raio: Poder Supremo – Vontade, Propósito ou Iniciativa – Poder da Compaixão

É a força, a energia que origina, inicia, gera toda as outras shaktis. É o poder que inicia, o principio supremo. É a força, a energia que plasma o Poder da Vontade, do Propósito, da Iniciativa, a Intenção de viver, de existir, de experimentar, A Iniciativa de criar a decisão, a escolha. tem o poder de conquistar, da ação pronta e decisiva, autoconfiança, independência interior, firmeza e simplicidade de propósitos; render a vontade à Vontade Cósmica. Desapego da forma, destruição de tudo o que obstrui. Uso dinâmico da energia para fomento do Plano, uso de forças destrutivas para preparar o caminho dos construtores. Vontade para o poder de modo a cooperar, poder compreendido como a principal arma do amor, identificação com o ritmo do todo, final do isolamento.

2ª P A R A S H A K T I – poder/força/energia ligada ao 2º Raio – Sinergia, Unicidade, Integração – O Poder do Amor-Sabedoria ou Amor-Bondade ou Amor Incondicional

É a força, a energia que plasma a cura, a assistência, o ensino. Senso de Unidade. identificação com o próximo por grande sensibilidade e receptividade. Profundo amor pelo Eu Universal. Transmuta conhecimento em sabedoria. Construir com sabedoria em relação ao plano, abrangência, desejo de sabedoria e de verdade, sensibilidade para o todo, renúncia a grande heresia da separatividade, revelação da luz, iluminação verdadeira, falar correto através da sabedoria gerada.

3. J Ñ A N A S H A K T I – poder/força/energia ligada ao 3º Raio – Percepção Superior – conhecimento Superior, Compreensão, Bem-aventurança pró-Atividade Inteligente/ consciente, conhecimento abstrato ativo

É a força, a energia que plasma a atividade inteligente, combinando destreza manual e capacidade de manipular a matéria. Intelectualidade rápida, mental ativo e empreendedor. Manipulação da energia com o propósito de revelar verdade, uso inteligente das forças para o desenvolvimento do Plano, atividade ritmica ordenada em cooperação com o todo, desejo de correta revelação da divindade e da luz, dedicação a ação correta.

4. M A N T R I K A S H A K T I – poder/força/energia ligada ao 4º Raio – Harmonia – (pelo atrito ou conflito) – Equanimidade, Equilíbrio, Conciliação –

É a força, a energia que plasma a beleza, a harmonia, as artes, a intuição. Amor a beleza ligado à necessidade da síntese. A busca, a investigação. Resolução dos pares de opostos, não-partidarismo, o caminho do meio, entendimento tolerante, harmonia interna e externa, paz no ambiente, expressão da vontade de amar, unidade de grupo e síntese. Unidade e harmonia, evocação da intuição, julgamento correto e razão pura, sabedoria que atua através do eu interior. Artes e criatividade. Belo (estética) – modela o éter

5. I C H C H A S H A K T I – poder/força/energia ligada ao 5º Raio – Ciência, Conhecimento concreto e objetivo – conhecimento intencional, . intenção de criação concreta – .

É a força, a energia que plasma o conhecimento para construção do mundo exterior. Atenção, investigação concreta, questionamento, experimentação, descobertas, análises. Conhecimento da realidade e muito sobre o mundo convencional, percepção da alma e de suas potencialidades, poder de reconhecer e contatar o eu interior, sensibilidade à divindade, à luz e à sabedoria, poder de ser iniciado. Intenção, desejo, interesse para criação concreta. Congruência – Coerência, discriminação

6. K R Y A S H A K T I – poder/força/energia ligada ao 6º Raio – Idealismo, Devoção, aspiração, inspiração.

É a força, a energia que plasma a sinceridade, a perseverança, a lealdade, o auto-sacrifício e a coragem na busca de um ideal. ideal de libertação ou iluminação. Idealismo direcionado e abrangente, firmeza de percepção através da expansão de consciência, reação e simpaia para os outros, escolha do caminho do meio, paz e não guerra, bem do todo e não da parte.Altruísmo, inspiração, Gratidão, Convicção, fé, contentamento, confiança – Criação mental, Idealização, Receptividade, entrega, manifestação do poder por via direta – servir, de fazer, agir, acreditar confiar e trabalhar na realização do seu desejo, movimento – atividade- trabalho- ação manifestando o ideal.

7. K U N D A L I N I S H A K T I – – poder/força/energia ligada ao 7º Raio – Organização, Síntonia Plena e Teurgia.

É a força, a energia que plasma a construção da forma organizada produzindo síntese na religião, nos negócio e na política. Atividade ordenada do grupo. Produz um estímulo a uniao. Ligada ao yoga, ao tantra, a vitalidade física, glândulas endócrinas. Projeção de planos e modelos precisos e detalhados, organiza a cooperação de outros. Vontade e propósito, mente lúcida, atividade construtiva e habilidade prática. Magia branca, uso dos poderes da alma para fns espirituais, identificação com a realidade, ordem correta através da magia correta, poder de cooperar com o todo, entendimento do Plano, trabalho mágico da interpretação, manifestação da divindade. Ritualisticas, xamãs, escultor, linguagem sagrada, teurgia e taumaturgia. Transformação, Realização, purificação, libertação – objetivação do propósito espiritual, organização e objetivação – estabelecer, ser – Modela a forma – formação-geração, manipulação

8. MAHA S H A K T I – poder/força/energia ligada A TODOS os Raios – Síntese de Todas as Shaktis -

É O Feminino Supremo, a Grande Mãe Universal,manifesta, plasma, concebe toda a Consciência Cósmica, em todos os seus aspectos. Ela dispõe, organiza a harmonia das forças da Energia Cósmica, pondo tudo no movimento da vida. Ë a Alma, a Personalidade Cósmica da Mãe Transcendente, a verdadeira sacerdotisa . Tudo o que existe é a projeção de suas emanações.

……….

Notas e Bibliografia:

1- 2- Eliade, Mircea. Yoga – Imortalidade e Liberdade, p 173

3- Zimmer, Heinrich. Mitos e símbolos na arte e civilização da Índia, p 115

4- Zimmer, Heinrich. Mitos e símbolos na arte e civilização da Índia, p 122 -126- 129 -30 – 167

5- Zimmer, Heinrich. Mitos e símbolos na arte e civilização da Índia, p 83

Jung, Joseph Campbel, Newman, outros autores de psicologia e mitologia e material da Teosofia (Blavatsky, Alice Bailey etc). Budismo esotérico, Tantra Yoga, xamanismo, taoísmo, druidismo, etc

Textos pertencentes ao Shakti Vidya.

FONTE PESQUISA: http://www.espiritualidadefeminina.com.br/espiritualidade-feminina/

quarta-feira, 27 de maio de 2015

O MISTERIOSO FENÔMENO DOS NÚMEROS REPETIDOS.


Algumas vez você sentiu que os números te perseguem? Em toda parte você olha você vê os mesmos números de uma e outra vez em relógios digitais, computadores, placas e até recibos de compras, mesmo em seus sonhos. Embora isso possa ter sido considerado estranho no passado, mais e mais pessoas afirmam ser "vítimas" do fenômeno de ver números repetidos. As pessoas estão encontrando significados ocultos no fenômeno de números repetindo? Ou é a consciência global que está tornando mais e mais pessoas verem o que significa em números?

Sinais de mudança cósmica ou espiritual?

É um fato que os números estão ao nosso redor. A cada hora, minuto e segundo do dia estamos em contato com eles. Mas cada vez mais as pessoas dizem que os números são repetidos mais vezes do que o habitual. Na maioria dos casos, esses padrões de repetição ocorrem quando se olha para o relógio, placas, sinais, cartazes, na TV, ou em qualquer outro lugar.


É por esta razão que mais e mais seguidores chamados de "mudança espiritual" ou "consciência espiritual" relacionada com a numerologia . Mesmo alguns cientistas ligam o fenômeno para ver os números repetidos com um processo de consciência global . Além disso, esse fenômeno está causando muitas pessoas a questionar os paradigmas estabelecidos, assim que olhar para respostas que fazem sentido para eles. Especialistas no assunto dizem que esse fenômeno misterioso com uma consciência global mais elevada é a criação de novas percepções, fazendo com que muitas pessoas a evoluir em termos espirituais.

Sinais do futuro

O fenômeno de ver números repetidos,também considerados como sinais. Por exemplo, uma pessoa pode ter um número de sorte ou favorito. De repente, começa a vê-lo em todos os lugares, tornando-o mais do que uma coincidência. No momento em que você se dá conta que tem a capacidade de perceber outras realidades, você está recebendo algum tipo de mensagem.

Em muitos casos, é para dizer-lhe para parar , ou se dirigir um carro que você diminua a velocidade e prestar atenção em tudo ao seu redor. Uma vez que a pessoa é capaz de compreender a "mensagem" , em seguida, aparecerão mais detalhes. E enquanto você se deu conta que os números que se repetem há algum tempo, muitos outros estão começando a acordar e perceber sua presença.

Parece que mais e mais pessoas estão conscientes desse fenômeno, mas por quê? Aparentemente, isso é porque a "mensagem" não um indivíduo, mas o propósito coletivo. A origem é encontrada em datas importantes, como 11/11/11 e 12/12/12, que foram considerados portais energéticos de energia nova e o progresso espiritual da humanidade.



Números comuns e seus significados

Enquanto algumas pessoas vêem repetições numéricas de eventos pessoais importantes, há alguns números e padrões de números que aparecem "perseguição" para algumas pessoas. Os mais comuns são a 11 ou 11:11 , 22 e 33. De acordo com especialistas em numerologia e esoterismo como Elise Defer , garantem que todos estes números são "os números do mestre" , com uma especial importância e significado.

O Número 11 representa um novo começo ou melhor, o dobro do começo. Isto pode ser visto como uma mensagem para a humanidade para se concentrar no progresso e amor espiritual mais do que o mundo material. O número 11 também pode significar dualidade. Aprender a aceitar as energias ou a lógica e a razão do sexo masculino e feminino, são apenas alguns dos desafios que apresenta este número. Também pode significar sabedoria e intuição. 11 pode ser um sinal de que as pessoas estão dispostas a abraçar plenamente o seu conhecimento interior.

O número 22 representa as transições, uma ajuda para transformar sonhos em realidade. Às vezes chamado de "Master Builder" , 22 reflete a espiritualidade do número 11 e torna prático em nossas vidas. De certa forma, é como trazer o céu para a terra. Quando uma pessoa vê o número 22 de maio sugerem que ele está pronto para traduzir suas ideias em forma física para. Aliás proporcionará a disciplina e determinação para alcançar a meta.

O número 33 representa a cura através do amor. É o verdadeiro dom de compaixão e altruísmo. Vendo o número 33 pode indicar que a pessoa tem dons e habilidades que está disposto a compartilhar com todos. Ele contém as energias do humanitarismo, compreensão e da fraternidade universal.



A teoria dos céticos

Teorias que cercam o fenômeno do número repetitivo não são aceitos pela comunidade científica e nem para os mais céticos. Eles costumam dizer que é normal ver repetido quando esperamos para ver os números, influenciados pelo estado de consciência mais elevada (sistema de ativação reticular) com relação a um evento específico.

Isso poderia influenciar os padrões emergentes de nosso cérebro utilizadas naturalmente, e este é um fenômeno psicológico conhecido. É geralmente causada pela maneira natural de nossas funções do cérebro, procurando identificar padrões e relacionamentos, como uma maneira de processar a grande quantidade de informação que precisa de processamento.

Conclusão

Para muitas teorias sobre o fenômeno que tem visto números repetidos, há muitos que dizem que todos esses números fazem parte de algum tipo de estrutura que define e regula o universo inteiro. Este fenômeno misterioso que afeta milhares de pessoas em todo o mundo poderia vir de um estado específico de consciência, o que poderia ser influenciado por uma união coletiva de pessoas.

Mesmo desconsiderando o fato de que esse fenômeno poderia ser de origem espiritual, que poderia ser mais um sinal de que pessoas estão cada vez mais intuitiva. Então, da próxima vez que você ver como os números são repetidos, pare por um momento e pergunte a si mesmo o que está tentando dizer, é provável que seja muito importante.


Fonte Planetamisterio

sexta-feira, 24 de abril de 2015

A GLÂNDULA PINEAL E O ZUMBIDO NO OUVIDO:


 

A pineal está localizada no meio do cérebro, na altura dos olhos. Ela é um órgão cronobiológico, um relógio interno. Como ela faz isso? Captando as radiações do Sol e da Lua. A pineal obedece aos chamados Zeitbergers.

Por exemplo, o Sol é um Zeitberger externos que regem as noções de tempo e que influencia a pineal, regendo o ciclo de sono e de vigília, quando esta glândula secreta o hormônio melatonina. Isso dá ao organismo a referência de horário.Existe também

o Zeitberger interno, que são os genes, trazendo o perfil de ritmo regular de cada pessoa.

Nós vivemos em três dimensões e nos relacionamos com a quarta, através do tempo. A pineal é a única estrutura do corpo que transpõe essa dimensão, que é capaz de captar informações que estão além dessa nossa dimensão.

Para Descartes é o ponto em que a alma se liga ao corpo, até na questão física há uma lógica que é esta glândula que lida com a outra dimensão, e isso é um fato.

Todos os animais têm essa glândula; ela os orienta nos processos migratórios porque sintoniza o campo magnético. Nos animais, a glândula pineal tem fotorreceptores iguais aos presentes na retina dos olhos, porque a origem biológica da pineal é a mesma dos olhos, é umterceiro olho, literalmente.

Os cientistas Vollrath e Semm, que têm artigos publicados na revista científica Nature, de 1988, comprovam que a pineal converte ondas eletromagnéticas em estímulos neuroquímicos.

O espiritual age pelo campo eletromagnético, se há uma interferência espiritual por exemplo, se dá justamente pelo campo eletromagnético. As interferência acontece na natureza pelas leis da própria natureza.

Segundo Sérgio Felipe de Oliveira, a pineal capta informações do mundo espiritual por ondas eletromagnéticas, como “um telefone celular”, e as transformaria em estímulos neuroquímicos.

A parapsicologia diz que estes campos eletromagnéticos podem afetar a mente humana. O dr. Michael Persinger, da Laurentian University, no Canadá, fez experiências com um capacete que emite ondas eletromagnéticas nos lobos temporais.

As pessoas submetidas a essas experiências teriam tido “visões” e sentiram presenças espirituais. O dr. Persinger atribui esses fenômenos à influência dessas ondas eletromagnéticas.

Pesquisas recentes indicam que a pineal está ligado a dois centros nervosos, um de cada ouvido. Estes dois centros nervosos, e mais o centro situado na própria glândula, formam um triângulo, com a pineal no centro da cabeça com o ápice ou vértice superior, e dois centros nervosos dos ouvidos formando a base. Assim, os pesquisadores elaboraram o princípio de que tudo o que afete os tímpanos afetará a pineal, qualquer princípio que afete a pineal afetará os tímpanos.

A glândula está localizada em uma área cheia de líquido. O som faz o líquido vibrar, provocando uma reação na glândula, converte ondas eletromagnéticas em estímulos neuroquímicos.

A Física Quântica diz que tudo é vibração e nós vibramos em diferentes freqüências, também somos influenciados em diferentes freqüências, por meio natural ou não.
Estamos sendo bombardeados com energias vindo da galáxia, incluindo o bombardeio do Sol, tudo isso afeta a Terra e logicamente nos afeta.

Sempre vibração e som, recentemente os cientista conseguiram até reproduzir o som do Sol nas suas explosões solares.

Quanto mais se intensifica o som, mais a pineal “trabalha”, quanto mais ela trabalha, mais se intensifica o som, formando um circulo que nos leva rapidamente ao estado de projeção consciente.

Sendo assim, meus amigos, os barulhos, zumbidos, apitos, sininhos…que você pode estar ouvindo diariamente ou esporadicamente são produzidos pelo trabalho/desenvolvimento da glândula pineal e todo um fator externo está contribuindo para isso. Nós estamos literalmente escutando ela trabalhar.

Essa glândula é nossa conexão com outras dimensões, nossa glândula foi danificada ao “looooongo do tempo”, por falta de uso, química (veneno) nos nossos alimentos, poluição e acredito que a nossa contribuição tenha realmente sido a maior de todas, porque caímos nas ilusões materialistas e hoje somos extremamente apegados a tudo que os nossos 5 sentidos podem tocar, sentir, ver e ouvir…

Pra terminar, vou deixar um exercício de meditação de desenvolvimento energético da pineal. Um exercício diferente, mas bem gostoso de realizar.

Certos exercícios psíquicos provocam um zumbido que começa a se manifestar nos ouvidos e persiste por algum tempo. Esse zumbido indica que alguma energia ou ação está sendo transmitida aos tímpanos, a partir da pineal. (Pesquisa feita pela Universidade de Basle na Suíça). Deverá ser feito no escuro, onde a produção do hormônio da pineal aumenta.

Por uma ou duas semanas, deve-se relaxar por alguns minutos, coloque o dedo indicador de cada mão o mais para dentro do ouvido que seja possível sem pressão incômoda. Enquanto os dedos estiverem nesta posição nos ouvidos, tomem uma inalação profunda pelo nariz e retenha o quanto possível.

Mantenha a boca fechada, quando não puder mais prender a respiração, exale lentamente pelo nariz. Conserve os dedos nos ouvidos durante todo o tempo que esteja inalando, retendo e exalando.

Respire normalmente por mais ou menos 30 segundos e repita o procedimento por 10 vezes. Ao terminar, você sentirá um calor nos dutos auditivos.

A respiração pelo nariz, com os dedos colocados nos ouvidos, estabelece um circuito bem definido de vibrações positivas e negativas, que afetem os centros nervosos do crânio, ocentro nervoso da tireóide, e os centro nervosos de cada um dos dois dedos.

O resultado deste exercício, se praticado conforme a instrução, será a desobstrução do nariz para a respiração e dos ouvidos para a audição, a eliminação de qualquer congestão craniana, odesenvolvimento da sensibilidade dos nervos do nariz a ponto de perceberem novos odores ou facilitar a os já conhecidos. Ao mesmo tempo, a pineal irá despertar gradativamente, com crescente vitalidade para as funções psi.

___

Fonte: Neusa Rocha Terapia Holística

Via: Somos Arts
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...